Memórias da minha câmara no interior do Museu Coleção Berardo

Fomos ao museu, esse lugar misterioso onde podemos apreciar obras e deixar que as nossas emoções fluam na medida em que olhamos cada uma e deixamos correr a nossa imaginação.

Linha, Forma e Cor

“Inventar o mundo – Aquilo que não vemos pode, mesmo assim, ser real.” Gerhard Richter

 

 

Obras da Coleção Berardo expostas no Museu   

Fomos ao museu, esse lugar misterioso onde podemos apreciar obras e deixar que as nossas emoções fluam na medida em que olhamos cada uma e deixamos correr a nossa imaginação. Encontrámos um conjunto de obras da Coleção Berardo, de artistas mestres na utilização das formas, das linhas e das cores. Apreciámos as fotografias a preto e branco, expostas que nos deixaram uma memória indelével das cenas retratadas. Fica aqui uma pequena reportagem do imenso que vimos.

A começar pelas cores que estão aqui e ali, à disposição do nosso olhar. As cores fascinam não só os nossos olhos mas também a nossa mente.

20180624_102241

Gostando mais de umas cores do que de outras, elas dão tonalidades ao nosso dia, mais sereno, mais alegre mais agitado, mais feliz, mais ….., uma infinidade de variações de tonalidades. Qual é a sua cor preferida?

O sapato no nosso pé

20180624_110512-e1530809937259.jpg

Os sapatos que inspiram escritores e originam “contos de fada” como o conto da Cinderela que nos faz sonhar ao pensar na magia do sapatinho delicado e cintilante em seu pé.

A imponência da forma, das cores e dos desenhos

20180624_102017.jpg

Esta obra impõe-se à nossa vista pelo seu tamanho, pela forma, pelas cores e desenhos que nela observamos. Na medida em que caminhamos ao seu redor, com diversos pontos de vista nos seus diversos ângulos, apresentam-se diferentes cenários que remetem para imaginários distintos.

Continuando no reino das formas e cores

35544828_2570603189632475_2764246745616482304_n.jpg

Aos tombos entre as esquinas e os círculos, as cores despertam-nos!

35463206_2570602526299208_1794953625697517568_n

Que as cores prevaleçam sobre todo o espaço negro!

Que nada nos prenda física e mentalmente, que a liberdade seja uma realidade para todos!

Abram-se as portas e janelas a todas as mãos que precisam de ajuda e que anseiam por espaço e luz

A natureza e as árvores 

A admiração de quem contempla a natureza e as árvores com as suas formas originais de se mostrarem ao nosso olhar. 

A manter o equilíbrio

Manter o equilíbrio é fundamental ao artista que caminha sobre a corda e a todos nós ao longo do caminho que percorremos na vida.

 

A flutuar no espaço quais borboletas batendo asas

20180624_110648.jpg

A cultura popular baseada no “Efeito Borboleta” diz que o bater de asas de uma borboleta pode influenciar o curso natural das coisas.

Para saber mais sobre a exposição e os autores das obras que aqui apresentamos em fotografias tiradas no local visite o site do Museu Coleção Berardo

A arte e as crianças no museu Coleção Berardo

O Museu Coleção Berardo em Belém, Lisboa, tem na sua agenda um Serviço Educativo com o envolvimento das escolas e das famílias de modo a permitir uma aproximação à arte para todos.

As mensagens educativas para todos e em especial para os mais novos, também se transmitem através da arte!

As sociedades mudam ao longo dos tempos. Essas mudanças podem testemunhar-se em vários tipos de objetos do património cultural, científico, artístico ou histórico e que se encontram patentes à sociedade em museus. Os museus ao exporem as suas coleções desempenham um papel relevante na sociedade, na educação, na cultura, no respeito pela diversidade cultural e, consequentemente, no desenvolvimento de uma sociedade mais harmoniosa.

O ensino artístico é uma área curricular essencial à Educação – a arte ensina-se e aprende-se. A arte é importante na vida da criança, a criatividade na vida da criança precisa de ser trabalhada, estimulada e desenvolvida e como se costuma dizer é “de pequenino que se torce o pepino”.

O Museu Coleção Berardo em Belém, Lisboa, ao ter na sua agenda um Serviço Educativo com o envolvimento das escolas e das famílias de modo a permitir uma aproximação à arte exposta nas suas coleções, cumpre este desígnio.

A igualdade de género faz parte da Agenda 2030, a Unesco defende uma abordagem abrangente e inclusiva na educação e livre de qualquer discriminação e “recomenda o desenvolvimento de currículos escolares inclusivos, que transformem impedimentos em oportunidades, além do estabelecimento de ambientes seguros, dentro e fora da escola, que favoreçam resultados de aprendizagem efetivos” (Rebeca Otero, da Unesco).

Através do Programa Envolver – Serviço Educativo Museu Coleção Berardo e a Exposição Projeto IDENTidades 2017-2020, com a parceria estabelecida com o Externato A Escolinha, desenvolve-se um projeto artístico educativo sob o tema “A Escolinha em Viagem para a Igualdade” trabalhando-se a temática do género junto de crianças do pré-escolar ao 4.º ano.

É um projeto que consideramos de extrema importância pois a igualdade de género é uma peça fundamental para ultrapassar os múltiplos desequilíbrios sociais que levam à discriminação e à exploração. Com este espírito de motivação para a ação por uma sociedade melhor, visitámos a Exposição Projeto IDENTidades – “A escolinha em Viagem para a Igualdade de Género” – inaugurada no dia 16 de junho 2018.  Desta visita, deixámos aqui alguns textos e imagens resultantes do trabalho realizado com as crianças, os artistas autores das obras expostas, e que observámos no museu.

O Museu é como se fosse uma escola, só que diferente, porque tem obras: estátuas, esculturas e pinturas. O Museu é adorável e misterioso

20180624_103415

Concordamos em absoluto: “O Museu é adorável e misterioso”

 

O Museu é o lugar que nos faz perceber como ter arte na nossa imaginação. Faz-nos ser criativos

20180624_103734

A criatividade é essencial e em todos os aspetos da vida pessoal e profissional

 

“O Museu foi uma experiência e fez-nos sentir verdadeiros e verdadeiras artistas”

20180624_103348

Cada um de nós é o artista principal na sua caminhada pela vida

 

Todas as pessoas, todos e todas as artistas pensam de maneira diferente, e é por isso que as artes são especiais. Só assim é que um ponto está exposto num Museu!

20180624_103903.jpg

A arte provoca-nos sensações ímpares

“Olhei para as obras e vi que há mais pintores do que pintoras, mas nos quadros há mais raparigas desenhadas: giras, elegantes, sobretudo bons modelos.”

 

O espírito feminino inspira artistas

 

As cores não têm género

20180624_103526.jpg

Não existem cores boas ou más nem masculinas ou femininas … 

 

“As obras que observámos não nos remeteram para o sexo dos ou das artistas”

20180624_104001.jpg

Todos somos iguais e todos somos diferentes

Se ainda não teve oportunidade de visitar a exposição recomendamos que não perca e vá! Se tem crianças leva-as também.

Crianças que participaram neste projeto e através da sua criatividade deram vida e construíram um mural artístico numa vivência Museu-Escolinha onde a reflexão em evidência é, nem mais nem menos que a igualdade de género.