11 de novembro – Dia de S. Martinho

Neste dia de S. Martinho, uma das celebrações que marcam o outono, manda a Tradição comer castanhas assadas a acompanhar com a bela da água-pé (vinho novo produzido com a colheita do verão anterior), e até mesmo em certos lugares, matar-se um porco e plantar-se o cebolinho

A Lenda de São Martinho

Reza a lenda que Martinho, um valoroso soldado romano, num dia tempestuoso, estava a caminho da sua terra natal, quando viu um mendigo quase nu, tremendo de frio, que lhe estendia a mão suplicante. Cheio de compaixão e sem hesitar, parou de imediato o cavalo, poisou a sua mão carinhosamente na do pobre e, em seguida, com a espada cortou ao meio a sua capa de militar, dando metade ao mendigo. Após retomar o seu caminho, a tempestade desapareceu, o frio parou e um sol radioso iluminou e aqueceu a terra. Diz-se que esta foi a forma de Deus recompensar a bondade praticada pelo Santo e todos os anos, nessa mesma época, cessa por alguns dias o tempo frio e o céu e a terra sorriem com a bênção dum sol quente e miraculoso.” E assim nasce o Verão de São Martinho!

Curiosidades – leia e leve

Sabia?

Há várias variedades de castanhas protegidas, como as castanhas dos Soutos da Lapa, da Padrela e da Terra Fria (Trás-os-Montes) e da Castanha de Marvão, da região de Portalegre (Alentejo).

É Muito nutritiva, com muitas vitaminas e sais minerais e incrivelmente versátil na culinária, é um excelente acompanhamento para pratos de porco entre outros.

É hábito na véspera e no próprio Dia de São Martinho o tempo melhorar e o sol brilhar, tal como sucedeu com São Martinho – É o chamado Verão de São Martinho!

Guarda Provérbios – Leia e Leve

Martinho bebe o vinho, deixa a água para o moinho
No dia de S. Martinho, fura o teu pipinho
No dia de S. Martinho, comem-se castanhas e bebe-se vinho
No dia de S. Martinho, lume, castanhas e vinho
No dia de S. Martinho, vai à adega e prova o teu vinho
Pelo S. Martinho castanhas assadas, pão e vinho
Pelo S. Martinho nem nado nem no cabacinho
São Martinho, bispo; São Martinho, papa; S. Martinho rapa
No dia de S. Martinho com duas castanhas se faz um magustinho.

Convívio com a palavra – Poetize, leia e leve

Castanhas quentinhas
No lume a estalar
Pelo São Martinho
Vou comer até me fartar.
Contigo, Outono,
vem o S. Martinho;
fazem-se magustos,
ó trrim, tim, tim e prova-se o vinho.
Castanhas, castanhas assadinhas com sal,
Quentinhas, quentinhas, não te façam mal!
Salpicam, crepitam, toma lá, dá cá
Martinho sem vinho e castanhas não há!
No Dia de S. Martinho,
em Portugal, é tradição
comer castanhas e beber vinho,
para nos aquecer o coração.

Aqui acontece a Web Summit – 6 a 9 de novembro

A maior conferência do empreendedor e de tecnologia do Mundo está a ter lugar Aqui em Lisboa desde a passada segunda e vai até à próxima quinta-feira. São quatro dias, com a participação de cerca de 60 mil pessoas de mais de 170 países, centenas de conferências para assistir e mais de mil oradores para ouvir, tudo a acontecer em simultâneo nos pavilhões da FIL e da Altice Arena.

Um Mundo de oportunidades e de experiências que Aqui pode vivenciar e Ali escolher de acordo com as suas áreas de interesse – ambiente, cibersegurança, ciência, cinema, direitos humanos, ética, igualdade do género, internet, investimento, lyfestyle, marketing, música, negócio, redes sociais, viagens e mais muito mais.

Uma experiência numa vida inspiradora!

D.

A terra é a nossa casa – Projetos inspiradores em harmonia com a vida e a natureza

Amieira vai ter uma Casa dos ProvérbiosO projeto é da Federação portuguesa das associações, centros e clubes UNESCO e quer tornar a Amieira, no concelho de Portel, numa aldeia sustentável.

“A Casa dos Provérbios deverá estar concluída no terceiro trimestre de 2018, através do “reaproveitamento de contentores marítimos revestidos a cortiça”, contando com uma exposição permanente, um mural com provérbios de todo o mundo e um jardim onde os provérbios se ligam à terra.” Notícia da TSF

Se só se vencesse sonhando, eu viveria a dormir”

Look on the sunny side of life

Por aqui e por ali, depararmo-nos com locais únicos que nos encantam pelas suas cores e nos convidam a um momento de repouso.

“Look on the sunny side of life.

Turn your face toward the sun, and the shadows will fall behind you.

Every day may not be good, but there is something good in every day.

See the glass as half-full, not half-empty.”

(autor desconhecido)